Segunda-feira, 14 de Agosto de 2006

A paixão corre em minhas veias

Desenfreada enlouquecida

Acorrentando meu corpo
Libertando minha Alma
Recordando o sentido
Encontro-me sumida
Num desconcerto…
 
Que invade meu corpo
Apurando sensações
Que imanam em ânsia
Estremeço de inquietação
De ver-me novamente
 
Pairar, pensando em ti…
Deixo-me levar, Uma e outra vez
Á sonolência
 
Onde o amor pleno habita
Dos amantes eternos
São as horas mais intensas
 
Dolorosa sim, o desejo aumenta
E nessa sonolência de prazer, quase
Me basta,
 
Para invadir-me, daqui
Refugiar-me,
Em Ti…
 
Na magia da entrega
Sem limites,
Sem pudor, numa valsa de amor…


publicado por Cöllyßry às 18:13
É essa a valsa de um amor maior.Lindo este teu poema com música para iluminar uma alma triste.
Beijinhos :)
Maria
Maria a 14 de Agosto de 2006 às 22:42

Porque será que associamos sempre a valsa ao amor? Será talvez a um amor mais romântico o que não é o teu caso porque os teus versos falam dum Amor muito real e muito vivido.
soaresesilva a 15 de Agosto de 2006 às 19:06

Querida amiga...não eu particularmente, neste poema sim o fiz...á musica de outros tempos mas emortal sim, associo, não é o amor um bailado???
Porque não é o meu caso????
O amor vivido real, não é romantica,não musica, não é o poema. não é um verso, não é a prosa..,??
Nos meus versos não falam de romantismo??? será!!!
Sou uma romantica de Alma, incorregivel...
E a propria docura plantada em meu ser...
Bem vinda...
Meu esvoaçar Te deixo, bilando ao som de uma salsa...
Cõllybry
Cöllyßry a 15 de Agosto de 2006 às 19:50

Amor,
Amar,
Musica...
A dança,
Uma valsa...

A arte e beleza,
feita momentos de Vida!

Um beijo
uma voz...de longe a 15 de Agosto de 2006 às 23:25

Sem pudor, numa valsa de amor.

O poema que escreveste é lindo. Gostei desta tua entrega, onde o amor habita e o desejo aumenta...
Beijos
Nilson Barcelli a 17 de Agosto de 2006 às 10:51

simplesmente...lindo! beijinhos e bom FDS!
Carol a 18 de Agosto de 2006 às 13:57

...
Depois de "uma valsa de amor"...
Momento de paz,
Ouvindo "Dancing_on_the_CLouds"...

Várias nuances de uma paixão!!!
uma voz...de longe a 19 de Agosto de 2006 às 18:47

Miga linda... adorei essa tua postagem...tao apaixonante e tão doce. Essa entrega total...de sentimentos ao som de uma valsa!

Bom fim de semana e

Beijo com sabor____________Maresi@
maresia a 19 de Agosto de 2006 às 19:14

Querida Collybry, é isso aí, sem pudor, no mar bravio do amor e com todas a velas pandas... Homem ao mar, mulher chorando, e vice e versa, muito amor...beijos.
jpcfilho a 19 de Agosto de 2006 às 23:33

Já passou uma semana, passarinho..., e ainda não escreveste mais nada...
Beijinhos.
Nilson Barcelli a 21 de Agosto de 2006 às 11:03

Oi...Timoneiro de mat revolto...Fi-lo mas não aqui
sim no Meu doce e verde olharindiscreto, o farei hoje ou amanhã...mas esvoacei até....lá
e deixei meu rasto...
Aqui deixo meu fresco e perfumado esvoaçar com sabor a maresia(de mar)...
Cõllybry
Cöllyßry a 21 de Agosto de 2006 às 15:43

Olá amiga! Hoje venho aqui deixar o meu carinho. Esplêndido este post...completamente ar~rbatador. Parabéns. Boa semana e um bj grande
Sindarin a 21 de Agosto de 2006 às 17:19

Em poesia palavra escrita que rompe em grito expressa num rabisco, a dor e saudade… O infinito… Descreve o amor ausente e presente, perpétuo e passageiro... Todo o sentir que imana no corpo e, Na Alma, da gente...




mais sobre mim
arquivos
2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


as minhas fotos
Passaram: 
online:   

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO