Sexta-feira, 25 de Agosto de 2006

Eu sinto os sinais
 da encovada perseverança,
O sopro da submissão nunca
te alcançou;
Mas o Mundo é o mesmo,
Das varandas se avista uma
paisagem, também ela diferente,
Mas o Mundo continua a ser
o mesmo,
E o ar alternado.
 
Os nossos pontos de vista,
Não convergem, nem se avistam
Teu corpo faz sombra na varanda,
Tambem meu corpo faz sombra
na varanda;
O teu quente húmido respirar não
me alcança:
Nem mesmo de trás de
uma cortina de fino linho,
Teus olhos divisam; a diferença;
Involuntário se reflecte,
A Tua existência afasta-se em direcção,
Sem fim do espelho;
Um dia talvez …
O fim da minha existência, eu o sei;
 
Sabemos alguma,
da arte de escrever!
Da azão de sua exiztência...
Serr´r segredo!
Eu a sinto em mim, fervilha,
A origem? de minha Alma
E Tu? E a Tua?
Terá ainda a mesa em que
Te sentas para escrever,
Cabelos da Tua adolescência
desvanecida!...
Sim foi, por mim que escrevi...


publicado por Cöllyßry às 20:13
De tua Alma,de ti...
Mundos,num mesmo espaço,
Deste Universo, onde se cruzam os dias!
Lembrança?
Saudade?!

O Amor, sempre...
nos teus sonhos e desejos!
Segue...
Vive...


uma voz...de longe a 27 de Agosto de 2006 às 03:02

Doce e linda Voz...de mais perto,
Sim lembranças,conhecimento de... saúdade muita, muita saudade...
Luto cada dia por continuar a ter esse amor dentro de mim, que fora se reflete e ilumina meu caminho para quem no meu caminho se cruza, amor que move o Mundo e seus Habitantes, que no momento infelizmente não é e não será o caso...e sim meu quase unico desejo é mesmo o amor, sentir esse sentimento que vibra, e nos faz viver intensamente como se devia, a cada dia como o ultimo fosse...
Esvoaçando deixo meu rasto...
Cõllybry
Cöllyßry a 27 de Agosto de 2006 às 17:02

Olá linda Collybry, essa é a menina que aprendi a ler, e gostar... Gosto da forma que escreves, e da pujança com que escreves, mui bom...beijos
jpcfilho a 29 de Agosto de 2006 às 09:23

Cada dia me supreendes mais, lindo o que escreves.
Passei para te deixae um beijo de bom dia.
TiBéu ( Isa) a 29 de Agosto de 2006 às 09:29

Já sabes,que eu não comento de uma forma habitual.
É verdade,nunca isso te incomodou e eu agradeço.
Tem sido uma forma de , por entrelinhas que deixo,seja onde for, dizer do que sou ou sinto...
As palavras sempre me acompanharam ao longo dos anos, de uma forma especial.
Dizer-te ou a alguém, até sempre!
Não é uma despedida.

Nunca comentei muito as tuas palavras por aqui,no vitral porque ...
Falar de Amor é fácil, tem tantas formas!
Falar de Amar...
Deixo-te palavras que escrevi ontem, para alguém muito especial.

*** o meu beijo***
O beijo na plenitude de amar.
Como sempre,
o amor em verso,
feito poema,
voz numa canção...
O Amor...
sempre cantado pelos poetas!

(Para quem não me lerá!)
Quando o beijo é também a saudade,
do beijo!
Nas palavras que não digo,
silênciadas pelo sonho
quebrado de um momento que se quis (e)terno...
Adormece o beijo,
onde repousarão os sonhos...
Parto quase em silêncio.
Guardo este beijo na memória de um tempo...
Até sempre!

(O "até sempre" será uma forma de dizer que nunca nos despedimos, nunca se diz adeus!)

--------------------------------------------------

E, para ti, que em tantos momentos me acompanhaste, quando te lia, ao passar, nas palavras que foram companhia de noites de silêncios...
Nos pensamentos onde sempre permitiste que tivesse voz ...Bem-haja por isso!
Continua a escrever...
É uma forma de dizeres o que sentes pela vida, pelo mundo...
E, nas palavras escritas, sê sempre tu mesma.
Cada um tem o seu modo muito próprio de escrever e é esse que devemos deixar.
Fica bem e que tenhas momentos felizes.
um beijo,



uma voz...de longe a 29 de Agosto de 2006 às 11:26

De ti de mim de mundo que enaltece essa chama,que existe na alma,pode ser que um dia talvez,eu também veja.
Deixo um beijo e um sorriso :)
Maria
Maria a 9 de Setembro de 2006 às 01:19

Em poesia palavra escrita que rompe em grito expressa num rabisco, a dor e saudade… O infinito… Descreve o amor ausente e presente, perpétuo e passageiro... Todo o sentir que imana no corpo e, Na Alma, da gente...




mais sobre mim
arquivos
2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


as minhas fotos
Passaram: 
online:   

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO