Domingo, 10 de Setembro de 2006

 
Sim eu tinha,
Saudade, dos teus abraços
Da pujança de teus braços,
De entrares em mim,
Sim…
Ouvindo
Os cânticos Celestiais,
Evadindo nossos
corpos
Embalando o frenesim do,
Saudoso desejo, sem fim.
E,…
Na áurea dos Anjos e Arcanjos,
Provas-Te meus
temperados odores
Meus sabores de mim, levas-te,
Eu com os Teus fiquei,
Em mim...…
 


publicado por Cöllyßry às 18:07
Linda Collybry, gostei de teu poema de temperos e odores, que depois de trocados, ficam como tatuagem, forever...beijos
jpcfilho a 11 de Setembro de 2006 às 09:23

Lindo poema.
Muito sensual. Gostei de o ler.
Beijo.
Nilson Barcelli a 11 de Setembro de 2006 às 23:22

Olá :) Vim ver-te e deixar-te um beijo, posso?
muach***
Selma a 12 de Setembro de 2006 às 11:33

O poema é lindo! Gostei muito! Beijinho.
Maria a 13 de Setembro de 2006 às 19:58

Cara Collybry:
Como nao podería ser de outra forma, estou por cá por priemira vez, de acordo ao que vc me falou na tua divina vista que me fiziste.
Encontro a voz do teu coraçao voando en liberdade total.
Imágens e cores maravilhosos, e a tua doçura estorando tudo.
Gostei de iste poema, por tudo o sensorial que tem.
Isto de se tocar de se sentir os odores, e se sentir um adentro del outro, é o mais sublime lugar onde se pode arribar cunado existe nao só a paixao, cunado fica presente lo amor no meio da tanta sensibilidade.
Naoi tneha dúvidad que voyu tornar a ler mais do que já tem escrevido,e conhecer mais das novas inspiraçoes.
Agradeço muito tuas palabras, tu companhía de sempre nas muinhas viágems, e agora, sempre con lo audio bem forte, pode vir a conhecer o embruxo de uma cova de flamenco, con algumas sorpresinhas novas, como pdoe achar .
Um beijo muito grande, e parabéns por tanta arte que suas aças espalhan para meus olhos.
EL NAVEGANTE a 14 de Setembro de 2006 às 00:07

Obrigado pela visita...
vim espreitar... poema caliente este...
de fazer estremecer.
;)
Manuel Maria a 14 de Setembro de 2006 às 22:27

Nossa vida passa tão rapidamente que nos esquecemos de agradecer a todos os momentos bons que passamos, e não somente os bons momentos, os ruins também.
Pois se não houvessem os maus momentos, não haveria razão para nos alegrarmos com os bons momentos.
E nossa vida é um piscar de olhos entre lágrimas, é uma volta em torno de nós, é um sorriso deixado no esquecimento.
Se não cuidarmos de nosso mais precioso tesouro para que haveríamos de possuí- lo.
E qual seria esse tesouro?
Esse tesouro é a nossa VIDA!
Cuide dela!
Desejo-te uma boa semana cheia de amor e paz , bjos
mulher rochedo a 18 de Setembro de 2006 às 15:44

Em poesia palavra escrita que rompe em grito expressa num rabisco, a dor e saudade… O infinito… Descreve o amor ausente e presente, perpétuo e passageiro... Todo o sentir que imana no corpo e, Na Alma, da gente...




mais sobre mim
arquivos
2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


as minhas fotos
Passaram: 
online:   

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO