Sexta-feira, 04 de Maio de 2007


Tu…
Que me enredas na teia doce de prazer,
Mas…
Sempre me refrescas em gotas,
De orvalho...







O meu bem Haja

para Ti doce 
*Maria*

a Todos, o ofereço,
porque todos são perolas de encanto...



publicado por Cöllyßry às 17:23
de facto foi lapso meu em falar-lhe dos seus fantasmas.
O destinatário éra outro eu é que faço confusão, que lamento mas não é com segundas intenções.
As minhas desculpas e creia que fico feliz por tudo estar bem.
JL
jose lessa a 5 de Maio de 2007 às 23:32

Querida amogo, não tem importância,satisfeita fiquei ao saber que se desponibiliza para ser uitil em agudar o proximo...raro nos dias de hoje...beijo terno...

Em poesia palavra escrita que rompe em grito expressa num rabisco, a dor e saudade… O infinito… Descreve o amor ausente e presente, perpétuo e passageiro... Todo o sentir que imana no corpo e, Na Alma, da gente...
mais sobre mim
arquivos
2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


as minhas fotos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO