Sexta-feira, 20 de Outubro de 2006

 

 

 

Lá fora o vento sopra, com ele

Arrasta gemidos de dor,

Plasmados no ar..

Perduram das bocas os lamentos

Abafados dos Seres, fazendo eco no tempo,

Com sulcos esculpidos na face, das lágrimas avinagradas

Que brotam sem querer…

Outros de miasmas amordaçados de mal dizer,

Outros ainda de faces cerradas

Como dia sem sol, na penumbra encarcerados,

No tempo intemporal, onde o silêncio

Impera, e o grito abafado,

Num sorriso disfarçado,

Contendo qualquer gesto de amor…

E…assim,

Travando o assolar de Sua existência.

 



publicado por Cöllyßry às 17:57
Segunda-feira, 09 de Outubro de 2006

Dos Céus descestes por entre Elos

Da sagrada Luz…

Dos Anjos e Arcanjos, mensageiros de Luz,

Em Teu colo minha cabeça repousei,

Sem antes primeiro, sentir Teu abraço…

Tuas sedosas mãos de afagaram

Teus lábios me beijaram,

Tua límpida melodiosa voz

Me embalava, com orgulho falado

De o ser Tua Filha,

Adorada e Excelsa MÃE minha,

Teu amor é pérola única…

És um pedaço de mim.

Sou, Tua Eterna menina

És, Eterna MÃE minha…

 



publicado por Cöllyßry às 17:58
Em poesia palavra escrita que rompe em grito expressa num rabisco, a dor e saudade… O infinito… Descreve o amor ausente e presente, perpétuo e passageiro... Todo o sentir que imana no corpo e, Na Alma, da gente...




mais sobre mim
arquivos
2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


as minhas fotos
Passaram: 
online:   

pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO